A pianista Joana Gama e as Sopa de Pedra tinham, até hoje, explorado separadamente repertório de música tradicional portuguesa. Em “O figo que prometeste”, colaboram na criação de um concerto/performance para voz, piano e percussão, onde a herança tradicional e a música erudita convivem numa viagem de ida e volta.

Sinopse curricular / historial dos participantes 

Conhecendo o percurso de Joana Gama, de reconhecido mérito na interpretação e difusão do grande repertório clássico em recitais a solo, com especial destaque para as obras de compositores portugueses, e as Sopa de Pedra, já consideradas um grupo vocal incontornável na pesquisa de novas harmonizações e interpretações da música tradicional portuguesa, adivinhava-se uma colaboração rica entre elas, tão óbvia quanto imprevisível. Hoje, junta-as a vontade de explorar cruzamentos de estilos e linguagens diferentes, o gosto pelo antigo e a necessidade de lhe descobrir caminhos actuais, a necessidade de fomentar o interesse de novos públicos, de (se) surpreender, e de acrescentar novas possibilidades ao panorama da música portuguesa erudita e tradicional. A performance dura cerca de 30 minutos, e é uma proposta de olhar de novo para o percurso de cada uma, e de ver juntas obras e temas sobre os quais se debruçaram. 

Evento: O figo que prometeste

Dia/Hora: 6 de Dezembro, às 11h

Local: Casa das Artes, Porto

Duração: aproximadamente 30 minutos

Público: para todas as idades

Preço Bilheteira: entrada livre

Contacto: geral@fadoinabox.pt (reservas)